O “Super Bowl”

Foto da Final do Super Bowl de 2007, entre Indianapolis Colts e Chicago Bears

Já dizia um antigo professor que não gostava de americanos: “…reconheço que eles sabem fazer música…”. A esta frase, acrescento que sabem também fazer espetáculos, espetáculos esportivos, mais precisamente.

Hoje é dia do Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano. Os EUA param para ver este jogo. É o maior evento esportivo no planeta de apenas um dia, que acontece todos os anos. Segundos na televisão que valem centenas de milhões de dólares. Bilhetes com preços altíssimos. Empresas que gastam outros milhões nos atletas que estarão presentes. Fora a quantia gasta pelos torcedores, presentes ou não no estádio, em produtos licenciados das equipes, comida, estacionamento, cerveja, hotéis, passagens de avião, enfim, tudo isso inserido na grandeza e potencial do mercado consumidor estadunidense.

Um evento recheado de inúmeros outros. Para que se tenha uma idéia, os Rolling Stones fizeram uma apresentação no intervalo do Super Bowl de 2006. Tina Turner cantou o hino nacional antes dessa decisão, há alguns anos. Como é ano de eleições presidenciais, certamente os que disputam a corrida à Casa Branca de alguma forma estarão presentes, in loco, ou por breves comentários desta partida. Para os puritanos, é impossível fazer uma analogia deste jogo com a final de uma Copa do Mundo. Sem dúvida alguma que uma final de Copa pára o mundo inteiro, enquanto a decisão do futebol americano é capaz de fazer isso em apenas um país. Em contrapartida, o Super Bowl está ao alcance de toda uma nação, seja através do idioma, dos costumes e de um american-way-of-sport, baseado no espetáculo e no consumo. Muito diferente de uma final de Copa do Mundo, quando a presença dos torcedores é limitada pela territorialidade, não existem eventos paralelos, é pouco promovida e acontece apenas de quatro em quatro anos.

O futebol americano a cada ano supera as suas receitas com as transmissões de TV, patrocínios e vendas de produtos licenciados. Isso é capaz de gerar milhões de empregos diretos e indiretos. O que for feito com esta finalidade, no futebol que a gente conhece (o que é jogado em todo o mundo), será bem-vindo e para isso o jogo não precisa perder a sua essência, como os que temem que ele se tornaria muito “comercial”. O bom senso basta. É preciso ter em mente que, nos dias de hoje, sem patrocínios e anunciantes, o esporte fica inviável.

Anúncios

1 Response to “O “Super Bowl””


  1. 1 Delfino 06/02/2008 às 7:08 pm

    Realmente Vir, é um evento gigantesco, onde o maior interesse por trás de tudo é o consumo.

    Que bom seria que esse consumo fosse sustentado. Infelizmente os milhares ou milhões de dólares gastos em torno desse evento serão financiados em cartões de créditos pelos pobres consumidores capitalistas estadunidenses.

    No final de 2007 a dívida em cartões de crédito de cada americano já ultrapassava US$ 7 mil, sempre sendo refinanciada.

    Enquanto esse espetáculo é exibido triunfalmente e cheio de ostentação, a recessão bate à porta dos ianques.

    Abraços.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Esses Dias na História

15 de Outubro

***DIA DO PROFESSOR***

1875 – Nasce Dom Pedro de Alcântara de Orleans e Bragança, Príncipe do Brasil e filho primogênito da Princesa Isabel

1975 – João do Pulo marca um recorde no salto triplo que demoraria 10 anos para ser quebrado: 17,89m

1983 – Nelson Piquet torna-se bicampeão mundial de pilotos de Fórmula 1

16 de Outubro

1978 – É eleito o Papa João Paulo II, o 264º Papa

17 de Outubro

1981 – Nelson Piquet torna-se pela primeira vez campeão mundial de pilotos de F1

18 de Outubro

1867 – A posse sobre o Alasca é oficialmente transferida do Império Russo para os Estados Unidos

19 de Outubro

1902 – Na sua primeira partida oficial, o Fluminense Football Club goleou o Rio Football Club por 8 a 0

20 de Outubro

1990 – Estreia o canal “MTV Brasil”

21 de Outubro

1984 – Niki Lauda conquista seu tri e último campeonato mundial de pilotos de F1

1990 – Ayrton Senna torna-se bicampeão mundial de pilotos de f1

22 de Outubro

2006 – Felipe Massa vence o GP Brasil de F1

23 de Outubro

1953 – O estado de Santa Catarina homenageia a simbologia republicana inserindo o barrete frígio em sua bandeira

1974 – Moscou supera Los Angeles no processo de escolha da sede dos Jogos Olímpicos de verão de 1980

24 de Outubro

1976 –  James Hunt é campeão mundial de pilotos de F1

25 de Outubro

1636 – João Maurício de Nassau parte do porto de Texel em direção ao Brasil

26 de Outubro

1997 – Jacques Villeneuve é campeão mundial de pilotos de F1 e é o primeiro título do Canadá na categoria

27 de Outubro

1912 – Inaugurado o “Bondinho do Pão de Açúcar” no Rio de Janeiro, único totalmente transparente

28 de Outubro

1962 – Crise dos mísseis de Cuba: Nikita Khrushchov desiste de instalar mísseis balísticos naquele país

29 de Outubro

1810 – Fundação da Real Biblioteca do Rio de Janeiro, hoje “Biblioteca Nacional”

1945 – Estado Novo: o presidente Getúlio Vargas é deposto por militares de seu próprio ministério

30 de Outubro

1987 – Nelson Piquet torna-se tricampeão mundial de pilotos de F1

1988 – Ayrton Senna vence em Suzuka, no Japão, e é campeão mundial de pilotos de F1 pela primeira vez

2007 – O Brasil é escolhido pela FIFA como país-sede para o XX campeonato mundial masculino de seleções de futebol

31 de Outubro

2011 – Dilma Rousseff é a primeira mulher eleita presidente do Brasil

1º de Novembro

1897 – Fundação da Juventus menos famosa, a de Turim/ITA

1914 – Fundação do Esporte Clube Taubaté, o “Burro da Central”

Mundo Virga

Mesa de respeito 🏉🏀⚽️🎾

Blog Stats

  • 139,344 hits

Virgilio’s Tweets

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: